O “EFEITO FACEBOOK” NO ENSINO DE ADMINISTRAÇÃO

  • Max Fortunato Cohen Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM-Sul)
  • Kleomara Gomes Cerquinho Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
  • Mauricio Brilhante de Mendonça Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
  • Sandro Breval Santiago Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
Palavras-chave: Facebook, Tecnologia, Ensino de Administração, Experimento, Pesquisa Quantitativa

Resumo

Este artigo relata os resultados alcançados por um experimento cujo objetivo central foi verificar se o uso do Facebook, para apoio ao estudo das disciplinas num curso de graduação, influencia o desempenho dos alunos. O estudo foi um experimento pós-teste de um único grupo. Os professores que lecionavam a mesma disciplina para duas turmas diferentes de alunos de graduação em Administração de Empresas, no segundo semestre de 2010, foram escolhidos. Nenhuma evidência da influência do efeito Facebook foi encontrada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Max Fortunato Cohen, Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM-Sul)
Professor de Administração
Kleomara Gomes Cerquinho, Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
Professora do Departamento de Administração
Mauricio Brilhante de Mendonça, Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
Professor do Departamento de Administração
Sandro Breval Santiago, Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
Professor do Departamento de Administração
Publicado
24-01-2015
Como Citar
Cohen, M. F., Cerquinho, K. G., de Mendonça, M. B., & Santiago, S. B. (2015). O “EFEITO FACEBOOK” NO ENSINO DE ADMINISTRAÇÃO. Gestão E Sociedade, 8(19), 453-474. https://doi.org/10.21171/ges.v8i19.1880
Seção
Artigos