Identidade Organizacional

Em que medida a produção acadêmica nacional identifica-se com as aspirações da área?

  • Rommel Gomes Resende Universidade de Brasília, UnB, Brasil
  • Gisela Demo Universidade de Brasília, UnB, Brasil
  • Thiago Gomes Nascimento Instituto de Educação Superior de Brasília, Brasil
Palavras-chave: Identidade Organizacional, Pesquisa Bibliométrica, Produção Acadêmica Brasileira

Resumo

Ainda que relativamente novo no universo científico, o tema Identidade Organizacional (IO) tem despertado interesse de pesquisadores nos contextos internacional e nacional. A importância da IO é corroborada pelo reconhecimento do construto como fator-chave para compreensão de diversos aspectos relacionados à gestão das organizações (HE; BROWN, 2013). A presente pesquisa busca contribuir com o amadurecimento da construção teórica relativa à IO, por meio da revisão bibliométrica de artigos publicados no período de 2001 a 2017 em periódicos nacionais de administração e psicologia de primeira linha (Qualis≥B2). A bibliometria apontou a prevalência de estudos empíricos e qualitativos, focados no setor privado, tendo a entrevista como principal método de coleta de dados e a análise de conteúdo como técnica mais utilizada para a análise dos dados. Em linhas gerais, os resultados desvelaram os itinerários da produção acadêmica nacional, que sugere novos olhares e diferentes possibilidades de estudos acerca do tema.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rommel Gomes Resende, Universidade de Brasília, UnB, Brasil

Rommel Resende é graduado e Mestre em Administração pela Universidade de Brasília (UnB), Analista Legislativo na Câmara dos Deputados, Professor Colaborador do Departamento de Administração da UnB e membro do Grupo de Pesquisas em Gestão de Pessoas e Clientes (GP2C) do Programa de Pós-Graduação em Administração da UnB (gpegpc.blogspot.com). Suas áreas de atuação, pesquisa e publicação são: políticas e práticas de gestão de pessoas, comportamento organizacional, desenvolvimento e validação de instrumentos de pesquisa.

Gisela Demo, Universidade de Brasília, UnB, Brasil

Gisela Demo possui pós-doutorado em Management & Organizations, pela Anderson School of Management, University of California, Los Angeles (UCLA), nos Estados Unidos, com bolsa do CNPq, é doutora em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações, pela Universidade de Brasília-UnB, mestre em Engenharia de Produção e Engenheira Eletricista pela Universidade Federal de Santa Catarina-UFSC. Professora associada e pesquisadora do Departamento de Administração (ADM) e do Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA) da UnB. Líder do Grupo de Pesquisas em Gestão de Pessoas e Clientes (GP2C) (gpegpc.blogspot.com). Membro/avaliadora da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração (ANPAD), nas divisões de Gestão de Pessoas e Marketing, e da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Psicologia (ANPEPP), no grupo de trabalho Cultura Organizacional e Saúde no Trabalho. Parecerista ad hoc de periódicos nacionais e internacionais. Foi coordenadora do curso de graduação em Administração da UnB, entre 2005 e 2007 e em 2011 e, atualmente é presidente da comissão de progressão funcional da Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Gestão de Políticas Públicas da UnB. Suas áreas de atuação, pesquisa e publicação são: políticas e práticas de gestão de pessoas, marketing de relacionamento nos setores público e privado, desenvolvimento e validação de instrumentos de pesquisa.

Thiago Gomes Nascimento, Instituto de Educação Superior de Brasília, Brasil

Thiago Nascimento possui Graduação em Segurança Pública (Curso de Formação de Oficiais) pela Academia de Polícia Militar de Brasília, atual Instituto Superior de Ciências Policiais e Graduação em Direito pela Universidade Cidade de São Paulo. Realizou as seguintes Pós-graduações Lato Sensu: Especialização em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas; Especialização em Segurança Pública e Cidadania pela Universidade de Brasília; Especialização em Ciências Jurídicas pela Universidade Cruzeiro do Sul; e Especialização em Ciências Policiais pelo Instituto Superior de Ciências Policiais. É Mestre em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações pela Universidade de Brasília. Doutor em Ciências de Gestão pela Escola Doutoral de Ciências Econômicas e de Gestão da Aix-Marseille Université (AMU, França) e Doutor em Administração, com foco em Inovação e Estratégia, pela Universidade de Brasília (UnB, Brasil). Realizou Pós-doutorado em Administração Pública, com ênfase em Criminologia Comparada, pelo Centro de Administração e Políticas Públicas do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa (CAPP/ISCSP/ULisboa, Portugal) e Pós-doutorado em Psicologia Organizacional pelo Programa de Pós-graduação em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações da Universidade de Brasília. Coordenador e Professor do Mestrado Profissional em Gestão Estratégica de Organizações e Professor dos Cursos de Administração, Gestão e Psicologia do Centro Universitário Instituto de Educação Superior de Brasília (IESB). Atua também como Professor do Instituto Superior de Ciências Policiais (ISCP) e Professor e Pesquisador Colaborador Pleno do Programa de Pós-graduação em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações da Universidade de Brasília (PSTO/UnB). Pesquisador Integrado do Centro de Administração e Políticas Públicas do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa (CAPP/ISCSP/ULisboa, Portugal). Tem experiência nas áreas de Administração (com ênfase em inovação, estratégia e estudos organizacionais), Psicologia (social e organizacional), e Criminologia (criminologia ambiental e criminologia comparada). Suas pesquisas contemplam duas linhas: 1) Estudos de gestão: cultura organizacional (valores organizacionais e práticas organizacionais), identidade profissional e organizacional, desempenho no trabalho e seus preditores, gestão de desempenho e competências em organizações de natureza pública e inovação em serviços; 2) Criminologia: estudo sobre polícia, segurança pública; violência, comportamentos antissociais e delitivos. Lidera os seguintes grupos de pesquisa: Laboratório de Gestão nas Organizações (LabGO/MGEO/IESB) e PÓLIS - Grupo de Pesquisas sobre Polícia e Prevenção Criminal (PÓLIS/ISCP). Participa ativamente como: Pesquisador Integrado do Centro de Administração e Políticas Públicas (CAPP / ISCSP / ULisboa - http://www.capp.iscsp.ulisboa.pt); Membro da Associação Europeia de Pesquisa sobre Serviço - RESER (http://www.reser.net - European Association for Research on Service); Membro do Grupo CULTI de Pesquisa em Cultura e Internacionalização da Universidade de Brasília; Membro do Grupo de Pesquisa em Gestão de Pessoas e Clientes da Universidade de Brasília (GP2C - gpegpc.blogspot.com). Editor Chefe da Revista Ciência & Polícia, periódico vinculado ao ISCP. Oficial Intermediário, no Posto de Capitão QOPM, da Polícia Militar do Distrito Federal.

Publicado
30-08-2019
Como Citar
Resende, R. G., Demo, G., & Nascimento, T. G. (2019). Identidade Organizacional. Gestão E Sociedade, 13(36), 3038-3061. https://doi.org/10.21171/ges.v13i36.2507