Género, empreendedorismo e autonomização profissional

  • Ana Maria Brandão Universidade do Minho, Portugal
  • Ana Paula Marques Universidade do Minho, Portugal
  • Rita Lamela Universidade do Minho, Portugal

Resumo

Os estudos sobre empreendedorismo mostram a persistência de desigualdades de género decorrentes de condições estruturais distintas que operam em desfavor das mulheres. Neste artigo, analisam-se as escolhas de projetos autónomos de carreira de jovens diplomados/as do ensino superior, destacando-se os perfis de “empreendedor tradicional” e “empreendedor inovador”. No primeiro, concentram-se mais mulheres em serviços de proximidade e de cuidado e, no segundo, mais homens em setores inovadores e intensivos em conhecimento. Os resultados sugerem a necessidade de uma discussão ampla sobre autonomização económica das mulheres e políticas de promoção do empreendedorismo que atendam às especificidades de género e sua relação com ensino superior.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Maria Brandão, Universidade do Minho, Portugal

Professora Auxiliar do Departamento de Sociologia da Universidade do Minho

Publicado
22-04-2019
Como Citar
Brandão, A. M., Marques, A. P., & Lamela, R. (2019). Género, empreendedorismo e autonomização profissional. Gestão E Sociedade, 13(35), 2963-2991. https://doi.org/10.21171/ges.v13i35.2529