Fatores determinantes do desempenho educacional no Sudeste Brasileiro

  • Juliana Maria de Araujo Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil
  • Débora Gonzaga Martin Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil
  • Marco Aurélio Marques Ferreira Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil
  • Evandro Rodrigues de Faria Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil
Palavras-chave: Desempenho Educacional, Educação Básica, IDEB, Regressão Múltipla

Resumo

Este trabalho visa identificar os fatores socioeconômicos, demográficos, orçamentários e de gestão que exerçam influência no desempenho dos alunos, tomando-se como referência o sudeste brasileiro. Para atender aos objetivos utilizou-se 1542 observações de municípios e procedeu-se a uma regressão múltipla, utilizando o IDEB como variável dependente. Os resultados demonstraram que a melhoria na condição socioeconômica e na renda da população afeta positivamente as notas dos alunos, assim como, recursos do Fundeb. O estudo corrobora a importância das políticas públicas de redistribuição de renda, e investimentos financeiros para que diminuam as desigualdades educacionais existentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALVES, Maria Teresa Gonzaga; SOARES, José Francisco. Contexto escolar e indicadores educacionais: condições desiguais para a efetivação de uma política de avaliação educacional. Educação e Pesquisa, v. 39, n. 1, p. 177–194, 2013.

ATLAS BRASIL - ATLAS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO DO BRASIL. Consulta. Disponível em: http://www.atlasbrasil.org.br/2013/pt/consulta/. Acesso: 18 out. 2017.

BARROS, Ricardo Paes de et al. Determinantes do desempenho educacional no Brasil. Pesquisa e Planejamento Econômico, v. 31, n. 1, p. 1–42, 2001.

BERNARDO, Joyce Santana et al. A influência dos recursos aplicados na educação dos níveis fundamental e médio nos municípios da Zona da Mata, mesorregião mineira. In: VI Congresso Nacional de Administração e Contabilidade - AdCont 2015, Rio de Janeiro/RJ, p. 1–15, out. 2015.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm>. Acesso: 17 set. 2017.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidência da República, 1988.

CAMPOS, Maria Malta; FÜLLGRAF, Jodete; WIGGERS, Verena. A qualidade da educação infantil brasileira: alguns resultados de pesquisa. Cadernos de pesquisa, v. 36, n. 127, p. 87– 128, 2006.

CORRAR, Luiz João; THEÓPHILO, Carlos Renato. Pesquisa Operacional para decisão em Contabilidade e Administração - Contabilometria. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2013. 490 p.

DIAZ, Maria Dolores Montoya. Qualidade do gasto público municipal em ensino fundamental no Brasil. Revista de Economia Política, v. 32, n. 1, p. 128–141, 2012.

FÁVERO, Luiz Paulo et al. Análise de dados: modelagem multivariada para tomada de decisão. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009. 646 p.

FERRÃO, Maria Eugênia; BELTRÃO, Kaizô Iwakami; SANTOS, Denis Paulo dos. Políticas de não-repetência e a qualidade da educação: evidências obtidas a partir da modelagem dos dados da 4a série do SAEB-99. Estudos em Avaliação Educacional, n. 26, p. 47–73, 2002.

FERREIRA, Rogério Castro; GUILHERME, Ordália Dias da Silva; OLIVEIRA, Adão Francisco de. Indicadores socioeconômicos e desempenho educacional no estado do Tocantins-Br: uma realidade desafiadora apresentada a partir das microrregiões tocantinenses. Entorno Geográfico, n. 12, p. 202–223, 2016.

FERREIRA, Sergio Guimarães; VELOSO, Fernando A. Mobilidade intergeracional de educação no Brasil. Pesquisa e Planejamento Econômico, v. 33, n. 3, p. 481–513, 2003.

FRANCO, Ana Maria de Paiva. Os determinantes da qualidade da educação no Brasil. 2008. 146 f. Tese (Doutorado em Economia) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2006. 206 p.

GOUVEIA, Andréa Barbosa; SOUZA, Ângelo Ricardo de; TAVARES, Taís Moura. O Ideb e as políticas educacionais na região metropolitana de Curitiba. Estudos em Avaliação Educacional, v. 20, n. 42, p. 45–58, 2009.

INEP - INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Indicadores Educacionais. Disponível em: <http://portal.inep.gov.br/indicadores-educacionais>. Acesso: 01 out. 2017.

LOPES; Luckas Sabioni, TOYOSHIMA; Silvia Harumi. Eficiência técnica municipal na gestão dos gastos com saúde e educação em Minas Gerais: seus impactos e determinantes. Seminário sobre a economia mineira, v. 13, p. 1-24, 2008.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Metodologia Científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2008. 312 p.

MENEZES-FILHO, Naercio. Os determinantes do desempenho escolar do Brasil. In: Instituto Futuro Brasil, Ibmec-SP e FEA-USP, 2007. Disponível em: <http://www.cepe.ecn.br/seminarioiv/download/menezes_filho.pdf>. Acesso: 19 jun. 2017.

MONTEIRO, Joana. Gasto Público em Educação e Desempenho Escolar. Revista Brasileira de Economia, v. 69, n. 4, p. 467–488, 2015.

NASCIMENTO, Paulo Augusto Meyer Mattos. Desempenho escolar e gastos municipais por aluno em educação: relação observada em municípios baianos para o ano 2000. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, v. 15, n. 56, p. 393-412, 2007a.

NASCIMENTO, Paulo Augusto Meyer Mattos. Recursos destinados à educação e desempenho escolar: uma revisão na literatura internacional. Estudos em Avaliação Educacional, v. 18, n. 36, p. 115–138, 2007b.

OLIVEIRA, Romualdo Portela de; ARAUJO, Gilda Cardoso de. Qualidade do ensino: uma nova dimensão da luta pelo direito à educação. Revista Brasileira de Educação, n. 28, p. 5-23, 2005.

PARO, Vitor Henrique. Educação para a democracia: o elemento que falta na discussão da qualidade do ensino. Revista Portuguesa de Educação, v. 13, n. 1, p. 23–88, 2000.

PORTAL DA TRANSPARÊNCIA. Transferências de recursos. Disponível em: <http://www.portaltransparencia.gov.br/>. Acesso: 21 jan. 2018.

SISTEMA FIRJAN. Consulta ao índice. Disponível em: <http://www.firjan.com.br/ifdm/>. Acesso: 17 jan. 2018.

SILVA, Ambrozina de Abreu Pereira et al. Eficiência na alocação de recursos públicos destinados à educação, saúde e habitação em municípios mineiros. Contabilidade, Gestão e Governança, v. 15, n. 1, 2012.

SOBREIRA, Rogério; CAMPOS, Bruno Cesar. Investimento público em educação fundamental e a qualidade do ensino: uma avaliação regional dos resultados do Fundef. Revista de Administração Pública, v. 42, n. 2, p. 327–346, 2008.

SOLIGO, Valdecir. Qualidade da educação: relações entre características de contexto e os resultados das avaliações em larga escala nos municípios de pequeno porte da região sul do Brasil. 2013. 215 f. Tese (Doutorado em Educação). Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos, São Leopoldo, 2013. Disponível em: <http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/4438>. Acesso em: 17 jul. 2017.

ZOGHBI, Ana Carolina et al. Uma análise da eficiência nos gastos em educação fundamental para os municípios paulistas. Planejamento e Políticas Públicas, n. 36, jan./jun. 2011.

Publicado
16-04-2020
Como Citar
Araujo, J. M. de, Martin, D. G., Ferreira, M. A. M., & Faria, E. R. de. (2020). Fatores determinantes do desempenho educacional no Sudeste Brasileiro. Gestão E Sociedade, 14(38), 3507-3525. https://doi.org/10.21171/ges.v14i2.2942