Will robots have the capacity to replace Mankind? Survey from Portugal

  • Mafalda Rombão Universidade Europeia, Lisboa
  • Eduardo Tomé Universidade Europeia, Lisbon, Portugal. GOVCOPP Research Center Universidade de Aveiro, Aveiro, Portugal
  • César Ribeiro Universidade Europeia, Lisboa
Palavras-chave: Inteligência Artificial, Robôs, Recursos Humanos, Gestão de Recursos Humanos, Desenvolvimento de Recursos Humanos

Resumo

Este trabalho tem como objetivo analisar se os cidadãos acreditam que a Inteligência Artificial (IA) pode ter a capacidade de substituir os seres humanos na sociedade. A questão se tornou muito importante e sensível no domínio público, principalmente desde que a tecnologia 4.0 foi criada e a digitalização foi implementada. Foi realizada uma revisão da literatura sobre o tema e foram definidas cinco subáreas de interesse, relacionadas a robôs e IA em Recursos Humanos, Gestão de Recursos Humanos, Desenvolvimento de Recursos Humanos, Organizações e Sociedade. Devido à característica inovadora do estudo, foi desenvolvido um questionário composto por 30 questões e uma escala de Liekert de 5 pontos. O estudo foi implementado em Portugal. Foi realizada análise fatorial exploratória e foram definidos 5 novos fatores. O artigo apresenta os resultados para as 5 questões iniciais e os cinco novos fatores. Verificou-se que as pessoas aceitam que os robôs terão uma influência maciça na sociedade, mas, de maneira crucial, eles nunca conseguirão ter emoções ou sentimentos - e esses são resultados muito interessantes. A principal limitação dos estudos é o tamanho pequeno da amostra e gostaríamos de vê-lo replicado em todo o mundo, principalmente porque encontramos uma escala válida de 5 itens.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Tomé, Universidade Europeia, Lisbon, Portugal. GOVCOPP Research Center Universidade de Aveiro, Aveiro, Portugal

Obteve o Doutoramento em Economia no ISEG, da Universidade Técnica de Lisboa, em 2001. Desde então leccionou em instituições do ensino Superior privado em Portugal. Anteriormente, fez um Mestrado em Economia e Politica Social, em 2011, também pelo ISEG UTL e uma Pós Graduação em Economia Europeia, em 1990-91, na Unviversidade Católica, de Lisboa, depois de uma licenciatura em Economia também na UCP, de Lisboa, em 1987. Começou a colaborar com a Universidade Europeia em 2013-14. As suas principais áreas de interesse são Recursos Humanos, Gestão do Conhecimento, Capital Intelectual, Políticas Sociais e Economia Internacional. Publicou até ao momento 25 papers em Journals, como o Journal of Intellectual Capital, o European Journal for Training and Development (EJTD) e o Electronic Journal on Knowledge Mangment (EJKM). Liderou a organização de três Special Issues, no EJTD, no EJKM e no International Journal for Knowledge Based Development. Tem 21 papers incluídos na base SCOPUS. É membro do centro GOVCOPP da Universidade de Aveiro. Organizou 4 Conferências Internacionais – MSKE 2009, ECKM 2010, MSKE 2011, e UFHRD 2012.

Referências

Argote, L., Goodman, P. & Schkade, D. (1983). The human side of robotics: How worker’s react to a robot. Sloan Management Review, 24, 31 - 41.
Baird, L. a. (1988). Managing Two Fits of Strategic Human Resource Management. Academy of Management Review, pp. 116 - 128.
Bostrom, N. (2017). SuperIntelligence: Paths, Dangers, Strategies. In N. Bostrom, SuperIntelligence: Paths, Dangers, Strategies (p. 432). Oxford: Oxford University Press.
Djankov, S. & Saliola, F. (2018). The changing nature of work. Journal of International Affairs, 72, 2, 57-73.
Finneran, K. (2015). Educating the future workforce. Issues in Science & Technology, 31, 4, 61 - 62.
Frey, C. B., & Osborne, M. (2017). The future of employment: How susceptible are jobs to computerisation? ELSEVIER, pp. 254 - 280.
Hamlin, B., & Stewart, J. (1998). Bridging the HRD research-practice gap through professional
partnerships. Human Resource Development International, pp. 273 - 290.
Harari, Y. (2017). Sapiens - Uma breve historia da Humanidade.
Harker, P. (2000). Performance Institutions: Efficiebcy, Innovation, Regulation. Cambridge: Cambridge University Press.
Hawking, S. (15 de 10 de 2018). Stephen Hawking deixa um ultimo aviso sobre o futuro da humanidade. ihttps://ionline.sapo.pt/630058#disqus_thread
Lee, K. (2019). The truth about robots. Time Magazine, 193, 4/5, pp. 60 - 61.
Luger, G. (2004). Inteligência Artificial . In G. Luger, Inteligência Artificial (p. 774). Bookman.
Moniz, L. (18 de Novembro de 2018). "A máquina é mais barata do que o Homem para executar as mesmas tarefas. As pessoas vão viver num limiar de sobrevivência". Obtido em Novembro de 2018, de Visão: http://visao.sapo.pt/atualidade/entrevistas-visao/2018-11-18-A-maquina-e-mais-barata-do-que-o-Homem-para-executar-as-mesmas-tarefas.-As-pessoas-vao-viver-num-limiar-de-sobrevivencia
Nagele-Piazza, L. (29 de Maio de 2018). How Can Artificial Intelligence Work for HR? . Obtido em Novembro de 2018, de SHRM: https://www.shrm.org/resourcesandtools/legal-and-compliance/employment-law/pages/how-can-artificial-intelligence-work-for-hr.aspx
Oliveira, P. (28 de Maio de 2018). A omnipresença da Inteligência Artificial . Obtido em Novembro de 2018, de Exame de Informatica: http://exameinformatica.sapo.pt/opiniao/2018-05-28-A-omnipresenca-da-Inteligencia-Artificial
Shelley, Mary. (2007) Frankenstein; or, The Modern Prometheus. Ed. Susan J. Wolfson. New York: Pearson Longman.
Wakka , W. (2 de Outubro de 2018). Inteligência artificial deve movimentar R$ 730 mi no Brasil
em 2018. Canal Tech.
Wang, X. (2016). Study on the flight path of ping-pang based on the technology of robot pitching machine. The Romanian Review Precision Machanics, Optics & Mechatronics, 49, pp. 112 – 116.
Wilkes, D., Alford, A., Pack, R., Rogers, T., Peters, R. & Kawamura, K. (1998). Toward Socially Intelligent Service Robots. Applied Artificial Intelligence, 12, 7/8, 729 - 766.
Williams, P., Ashill, N., & Naumann, E. (2015). Toward a contingency theory of CRM adoption. Journal of Strategic Marketing, pp. 454 - 474.
Zovko, V. (2018). Management in the year 2050. Interdisciplinary Description of Complex Systems, 16, 3-B, 417 - 426.
Publicado
20-12-2019
Como Citar
Rombão, M., Tomé, E., & Ribeiro , C. (2019). Will robots have the capacity to replace Mankind? Survey from Portugal. Gestão E Sociedade, 14(37), 3417-3438. https://doi.org/10.21171/ges.v14i37.3084