Impactos econômicos da paralisação de parte da produção mineral em Minas Gerais decorrentes do desastre de barragem em Brumadinho

  • Edson Paulo Domingues Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil
  • Aline Souza Magalhães Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil
  • Débora Freire Cardoso Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil
  • Thiago Cavalcante Simonato Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil
  • Mariana Nahas Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil
Palavras-chave: Mineração, Recursos Naturais, Desastres, Equilíbrio Geral Computável, Economia regional

Resumo

Este trabalho tem como objetivo projetar os principais impactos econômicos gerados pela paralisação de parte da atividade minerária em Minas Gerais, decorrentes do desastre na barragem da empresa Vale em Brumadinho, ocorrido no dia 25 de janeiro de 2019. Os resultados apontam efeitos negativos em diversos setores de atividade econômica, tanto os ligados diretamente à atividade como indiretamente, a partir de demandas derivadas e da renda gerada pelo pagamento de salários e remunerações.  As projeções indicam uma queda no PIB do Estado de Minas Gerais decorrente do desastre na ordem de -0,47% no curto prazo e -0,6%, no longo prazo, além dos impactos negativos sobre o emprego, consumo das famílias e investimento. Discutimos também alternativas de reconversão produtiva para os municípios mineradores do estado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BANCO DE DESENVOLVIMENTO DE MINAS GERAIS (BDMG). Diagnóstico da Economia Mineira. Belo Horizonte: 6 v. 1968.

BANCO DE DESENVOLVIMENTO DE MINAS GERAIS (BDMG). Economia Mineira. Diagnóstico e perspectivas. Belo Horizonte: BDMG, 5 v. 1989.

BARBIERI, A F.; GUEDES, G R.; NORONHA, K; QUEIROZ, B L.; DOMINGUES, E P.; RIGOTTI, J IRINEU R.; CHEIN, F; CORTEZZI, F; CONFALONIERI, U E.; SOUZA, K. Population transitions and temperature change in Minas Gerais, Brazil: a multidimensional approach. Revista Brasileira de Estudos de População, v.32, p.461 - 488, 2015.

DENES, G. Análise do Impacto da Mineração no Desenvolvimento dos Municípios Mineiros e Paraenses entre 2000 e 2010. Dissertação (Economia) - Universidade Federal de Minas Gerais. 2018.

DINIZ, C. C. Economia e planejamento em Minas Gerais. Revista Brasileira de Estudos Políticos, n. 58, janeiro 1984.

DINIZ, C. C. Minas Gerais na Divisão Inter-regional do trabalho no Brasil: alterações recentes e perspectivas. Anais do Seminário de Economia Mineira, Belo Horizonte, Cedeplar, 1988.

DINIZ, C. C. Minas Gerais e a economia nacional. Cadernos do Desenvolvimento, v. 13, n. 23, p. 205-221, 2018.

DIXON, P. B. Orani, a multisectoral model of the Australian economy. North Holland, 1982. v. 142

DOMINGUES, E. P.; MAGALHÃES, A S.; BETARELLI, A. Quanto vale o show? Impactos econômicos dos investimentos da Copa do Mundo 2014 no Brasil. Estudos Econômicos, v.41, p.4009 - 439, 2011.

DOMINGUES, E. P.; MAGALHÃES, A S.; FARIA, W. R. Infra-estrutura, crescimento e desigualdade regional: uma projeção dos impactos dos investimentos do PAC em Minas Gerais. Pesquisa e Planejamento Econômico, v.39, p.121 - 158, 2009.

DULCI, Otávio Soares. Política e recuperação econômica em Minas Gerais. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 1999.

ENRIQUEZ, M. A. R. S. Mineração: Maldição ou Dádiva? Os dilemas do desenvolvimento sustentável a partir de uma base mineira. São Paulo: Editora SIGNUS, 2008.

FARIA, W. R. Efeitos regionais de investimentos em infra-estrutura de transporte rodoviário. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Minas Gerais, Minas Gerais, 2009.

HORRIDGE, M. The TERM model and its database. In: Economic Modeling of Water. Springer, 2012. p. 13–35.

HORRIDGE, M.; MADDEN, J.; WITTWER, G. The impact of the 2002-2003 drought on Australia. Journal of Policy Modeling, v. 27, n. 3, p. 285–308, 2005.

MAGALHÃES, A. S. O comércio por vias internas e seu papel sobre o crescimento e desigualdade regional no Brasil. Banco do Nordeste de Brasil, 2011.

NAHAS, M. Mineração e dinâmica produtiva: Efeitos da indústria extrativa mineral sobre a estrutura produtiva dos municípios mineradores de Minas Gerais. Dissertação (Economia) - Universidade Federal de Minas Gerais. 2014. https://www.cedeplar.ufmg.br/teses-e-dissertacoes/economia/dissertacoes/category/78-2014?download=320:mineracao-e-dinamica-produtiva-efeitos-da-industria-extrativa-mineral-sobre-a-estrutura-produtiva-dos-municipios-mineradores-de-minas-gerais-mariana-nahas

OKUYAMA, Y.; HEWINGS, G. J. D.; SONIS, M. Measuring Economic Impacts of Natural Disasters: Interregional Input-Output Analysis Using Sequential Interindustry Model. Modeling Spatial and Economic Impacts of Disasters, p. 77–101, 2004.

SIMONATO, T. C.. Avaliação dos Impactos econômicos do desastre minerário de Mariana-MG. Dissertação (Economia) - Universidade Federal de Minas Gerais. 2016. https://www.cedeplar.ufmg.br/teses-e-dissertacoes/economia/dissertacoes/category/81-2017?download=738:projecao-dos-impactos-economicos-regionais-do-desastre-minerario-de-mariana-mg

Publicado
16-04-2020
Como Citar
Paulo Domingues, E., Souza Magalhães, A., Freire Cardoso, D., Cavalcante Simonato, T., & Nahas, M. (2020). Impactos econômicos da paralisação de parte da produção mineral em Minas Gerais decorrentes do desastre de barragem em Brumadinho. Gestão E Sociedade, 14(38), 3463-3479. https://doi.org/10.21171/ges.v14i2.3175