ANÁLISE DO MODELO DE UPPSALA COM FOCO NAS COMPETÊNCIAS REQUERIDAS PARA SUA OPERACIONALIZAÇÃO

  • Regina Lúcia de Carvalho Drummond Salvador
  • Lana Porto
  • Fabiana Lana Pessoa
Palavras-chave: Modelo Uppsala, competências requeridas, internacionalização.

Resumo

O modelo de Uppsala, teoria que explica os mecanismos básicos sobre as etapas de um processo de internacionalização, possui grande relevância para o entendimento da realização de negócios internacionais. Vários autores e acadêmicos o consagram como uma das principais teorias mais amplas e completas. O objetivo deste artigo é realizar uma análise deste modelo abordando seus principais conceitos e relacioná-lo com o processo de aprendizagem organizacional por meio da busca de competências necessárias para a internacionalização segundo o mesmo. O método utilizado foi o da revisão bibliográfica dos principais conceitos do modelo de Uppsala e da teoria das competências. Em um segundo momento pretendeu-se por meio da compreensão deste modelo levantar e inferir as competências requeridas aos tomadores de decisão para o sucesso e operacionalização deste modelo. Analisando o modelo de Uppsala verificamos que suas motivações estão relacionadas ao conhecimento e aprendizagem e, logo, requerem das organizações competências específicas para sua realização que podem ser resumidas em competências de negócio, competências técnico-profissionais, competências sociais, competências atitudinais e competências relacionadas à gestão do tempo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
17-07-2009
Como Citar
Salvador, R. L. de C. D., Porto, L., & Pessoa, F. L. (2009). ANÁLISE DO MODELO DE UPPSALA COM FOCO NAS COMPETÊNCIAS REQUERIDAS PARA SUA OPERACIONALIZAÇÃO. Gestão E Sociedade, 2(3). https://doi.org/10.21171/ges.v2i3.558
Seção
Artigos